1 de março de 2013

Homofônico deve presidir Comissão de Direitos Humanos da Câmara

Ao que tudo indica, o pastor-deputado Marcus Feliciano (PSC-SP) deve presidir a Comissão de Direitos Humanos e Minorias da Câmara dos Deputados.
Na última quarta (27), o PT, que estava a frente da Comissão, passou o comando da mesma para o Partido Social Cristão, que pertence a base de apoio do governo Dilma.
Em entrevista ao jornal “Estado de S.Paulo” dessa quinta (28), Marcus Feliciano revelou que seu nome foi escolhido pelo partido para o cargo.
O pastor diz que atualmente a Comissão de Direitos Humanos se resume a defender os "privilégios" de gays, lésbicas, bissexuais e transexuais e defendeu "maior equilíbrio". "Se tem alguém que entende o que é direito das minorias e que já sofreu na pele o preconceito e a perseguição é o PSC, o cristianismo foi a religião que mais sofreu até hoje na Terra", disse Feliciano.
Através de suas declarações passadas, Feliciano já demonstrou ser homofóbico e racista. Em 2011, através de sua conta no Twitter, ele disse que os descendentes de africanos seriam “amaldiçoados”.

Leia matéria completa em: A CAPA

Reações:
Categories:

0 comentários:

Postar um comentário