23 de agosto de 2010

Aplicativo para iPhone funciona como 'radar de gay' ao localizar interessados em sexo

Um aplicativo para eletrônicos portáteis com GPS tem deixado em polvorosa o mundo gay ao mostrar, em questão de metros, quais são os homossexuais, bissexuais ou "curiosos" que estão em volta. Em quase um ano e meio, o Grindr (fala-se "grainder") foi baixado por mais de 750 mil pessoas em 162 países ou regiões diferentes. Por dia, mais de 208 mil pessoas se conectam por um período médio de uma hora e meia. O programa gratuito é compatível com o iPhone, iPod touch e iPad.

Criador do Grindr Joel Simkhai, 33, israelense radicado nos Estados Unidos há 30 anos
Fácil de navegar, os usuários podem bater papo entre si. E o assunto, invariavelmente, é um só: sexo. Se a conversa evoluir, marca-se um encontro para se conhecer pessoalmente e, obviamente, colocar em prática tudo o que foi dito. Com a garantia de anonimato, o aplicativo tem mudado a maneira de muitos gays se relacionarem, dado chance a héteros "curiosos" de terem novas experiências e até ajudado aqueles que querem sair do armário.

Leia Matéria Completíssima em: UOL
Reações:
Categories:

0 comentários:

Postar um comentário