14 de outubro de 2010

Dilma Rousseff deve divulgar carta contra casamento gay

Candidata do PT à presidência se reuniu com lideranças evangélicas
O fato de não ter ganho as eleições em primeiro turno supostamente por ter perdido votos de religiosos está mesmo afastando Dilma Rousseff de temas considerados tabus. A candidata petista à presidência da República anunciou nesta quarta-feira, 13, que irá divulgar um carta em que se posicionará contra o casamento gay e o aborto.

Segundo a Folha de S. Paulo, a afirmação foi feita pela própria Dilma após um encontro com 51 lideranças evangélicas realizado em Brasília nesta quarta.

Representantes das igrejas chegaram a afirmar que a candidata não apenas não apoiará essas questões, como vetará qualquer iniciativa que as favoreça. "Ela não vai encaminhar nem sancionar qualquer coisa que ofenda os direitos religiosos, que descriminalize o aborto ou que promova o casamento homossexual", disse Marcelo Crivella (PRB-RJ), um dos opositores mais ferrenhos dos direitos gays.
ÀS 20h05 o Folha reescreveu o parágrafo inicial de seu artigo, citando que Dilma Rousseff disse que o "casamento entre homossexuais é uma questão das igrejas".
Continua o mal entendido se o destino dos direitos civis da população lgbt será entregue às igrejas.

Reações:
Categories:

0 comentários:

Postar um comentário