12 de setembro de 2011

Chamado de gay, pedreiro mata colega a facadas na Vila Fátima

Os dois trabalhavam juntos há uma semana em uma obra na cidade
O pedreiro João Ranulfo dos Santos, de 41 anos, foi morto a facadas neste domingo (11) na Vila Fátima, em Piracicaba, por volta das 13h. O também pedreiro Severino Freitas, de 61 anos, matou o colega após ser chamado de gay. O autor enfiou uma faca no pescoço da vítima, mas alega que foi em legítima defesa.

De acordo com informações de Freitas, em depoimento ao plantão policial, ele estava almoçando quando o colega começou a chamá-lo de gay. Santos ainda teria partido para cima do colega e apertado seu pescoço. Foi nesse momento, segundo o acusado, que ele pegou uma faca para se defender e fez um corte profundo no pescoço da vítima.

Os policiais que fizeram a ocorrência, no entanto, relataram que havia ainda facadas na região do tórax. Os dois trabalham juntos há uma semana e estavam no alojamento de uma empresa que está com obras na cidade. Depois de matar o colega, Freitas sentou na entrada do local e confessou o crime com a chegada da polícia.

Leia matéria completa em: EP Piracicaba




Reações:
Categories:

0 comentários:

Postar um comentário