3 de outubro de 2011

Está difícil viver em SÃO PAULO

'Achei que tinham matado meu companheiro', diz gay agredido  
Casal homossexual foi espancado na região da Avenida Paulista. 
Uma das vítimas teve a perna quebrada. O analista fiscal Marcos Paulo Villa, 32 anos, que foi agredido juntamente com o seu namorado na região da Avenida Paulista na madrugada de sábado (1º) disse neste domingo (2) que achou que seu companheiro tivesse morrido. O casal foi espancado ao sair de um bar na Rua Bela Cintra. O namorado de Villa, um coordenador financeiro de 30 anos que preferiu não ser identificado, teve a perna quebrada. "Eu achei que eles tinham matado o meu companheiro", disse Villa ao Bom Dia Brasil. Um casal afirma ter sido agredido em frente a um restaurante da Rua Fernando de Albuquerque. As vítimas registraram boletim de ocorrência no 78º Distrito Policial - Jardins e foram orientadas a fazer exame de corpo delito no Instituto Médico Legal. O caso foi registrado como lesão corporal e será investigado pela Delegacia de Crimes Raciais e Delitos de Intolerância (Decradi).


Leia matéria completa em: G1
Reações:
Categories:

0 comentários:

Postar um comentário